Texto A+ A- Imprimir Compartilhe

Releases





Governador Geraldo Alckmin inicia operação do Sistema Ponto a Ponto na SP 75

Benefício do pagamento de pedágio por trecho percorrido começa a ser testado em  Indaiatuba; adesão e instalação de tags são gratuitos

O governador Geraldo Alckmin inicia nesta segunda-feira, 11, em Indaiatuba, a operação do teste piloto do Sistema Ponto a Ponto na Rodovia Santos Dumont (SP 75), que permitirá o pagamento eletrônico de pedágio por trecho percorrido. Bastante esperado na região, principalmente pelos moradores de Indaiatuba que passarão a economizar 60,4% em suas viagens para Campinas, o Sistema já disponibilizou agendamento para instalação de tags para mais de 1.100 veículos. Alckmin estará presente para dar o início oficial às primeiras instalações de tag e passagens pelo pórtico instalado no km 66,7.

Sem o Ponto a Ponto, a viagem entre Indaiatuba e Campinas custa hoje R$ 10,10. Se aderir ao Sistema, o usuário irá desembolsar apenas R$ 4. O mesmo vale para quem sair de Indaiatuba e for até a Rodovia dos Bandeirantes. Já no percurso até o Aeroporto de Viracopos a economia será ainda maior, de 68%, resultando em uma tarifa de R$ 3,20 nesta antecipação dos benefícios do projeto. Depois, em julho, baixará para R$ 1,80 (82% mais barato) quando for concluída a primeira etapa.

O cadastro para aderir ao sistema e agendar a instalação do tag está aberto desde o dia 28 de maio. Por enquanto, apenas para os moradores de Indaiatuba devem fazer o agendamento pelo site www.artesp.sp.gov.br/pontoaponto. Neste primeiro momento, pessoas com veículos de passeio licenciados no município podem se cadastrar. De acordo com o Detran, há 90 mil veículos licenciados na cidade.

As primeiras semanas de agendamento apresentaram uma demanda muito alta da população de Indaiatuba em aderir ao Ponto a Ponto. Assim, a partir do dia 18 de junho serão abertos novos horários para agendamento da instalação do tag no posto do Centro de Convenções. Durante o mês de julho um novo posto de instalação será aberto na SP 75, no km 64, sentido Campinas-Sorocaba, para que o futuro usuário tenha mais opções de datas, horários e também um novo local de instalação.

Tanto o tag quanto sua instalação são gratuitos e sem taxa de adesão. Com o agendamento feito, os usuários devem se dirigir ao posto de instalação no dia e horário indicados. O posto fica no Centro de Convenções Aydil Pinesi Bonachella, na Rua das Primaveras, 210, Jardim Pompeia, Indaiatuba.

É preciso fazer uma carga inicial de R$ 20 e a cada recarga será cobrada uma taxa de R$ 1 por veículo. O pagamento será em dinheiro no posto de instalação, e a partir do dia 1º de julho também poderá ser feito por boleto bancário. A partir da segunda quinzena de junho os usuários passarão a contar com o débito automático pelo Itaú e Banco do Brasil. E a partir de 1º de julho haverá outras opções de bancos.

Pesquisa - Em uma pesquisa realizada pela Artesp entre os dias 16 e 23 de maio em Indaiatuba, 44% dos entrevistados afirmaram já conhecer o Ponto a Ponto. O levantamento também revelou que o destino mais comum de 65% dos moradores que utilizam a SP 75 é a cidade de Campinas, seguida por São Paulo (17%) e Itu (4%). Atualmente, 83% afirmam não utilizar nenhum sistema de pagamento eletrônico de pedágio.

Pórticos – Ao todo, seis pórticos vão ser instalados ao longo da rodovia nesta primeira fase do projeto. A instalação do pórtico do km 66,7 e dos equipamentos nas praças de pedágio do km 60,8 e km 62 ocorreram em abril e maio. Com o resultado positivo dos testes ao longo desses meses foi possível antecipar o benefício para os moradores de Indaiatuba, antes mesmo da implantação total do projeto na SP 75. Assim, a viagem entre Campinas e Indaiatuba já custará R$ 4, ao invés dos R$ 10,10 atuais. A previsão é de que os demais pórticos sejam instalados até o final de julho. Até o final do ano outros dois pórticos serão construídos, completando o projeto que beneficiará também moradores de Campinas, Salto, Itu, Cabreúva, Porto Feliz e Sorocaba.

Neste primeiro estágio de implantação do projeto, o valor do pedágio na praça no km 60,8 e nas praças de bloqueio no km 62, para o Sistema Ponto a Ponto, será de R$ 3,20. Com a entrada em operação do pórtico do km 70,6 ao longo das próximas semanas, estes pontos terão valor reduzido para R$ 1,80. A diferença de R$ 1,40 será cobrada no pórtico do km 70,6.

Confira a localização dos pórticos na SP 75 ao se concluir a primeira etapa:

P1 km 43,350, (sentido Campinas) e km 44,400, (sentido Sorocaba) – R$ 6,10 – em Salto
P2 km 60,8 (praça atual) – R$ 1,80 – em Indaiatuba
P3 km 66,7 – R$ 0,80 - em Campinas
P4 km 70,650 – R$ 1,40 - em Campinas
P5 e P6 km 62, praças de bloqueio – R$ 1,80 - em Indaiatuba

Pioneiro - O Sistema Ponto a Ponto já está em operação desde o dia 9 de abril na SP 360, Rodivia Engenheiro Constâncio Cintra, entre Itatiba e Jundiaí. Nessa via, a redução na tarifa de pedágio chegou a 70%, com uma economia média mensal de R$ 44 reais por usuário. O Ponto a Ponto faz parte das políticas públicas de transporte da Secretaria de Logística e Transportes do Governo do Estado de São Paulo. Pesquisa realizada com os usuários na SP 360 mostra que nove em cada dez aprova o Sistema. A partir de 2013, o novo modelo, pioneiro no Brasil, será levado a outras rodovias paulistas.

Quem não aderir ao projeto piloto na SP 75 poderá continuar utilizando o atual sistema de pagamento de pedágio eletrônico ou pagar em dinheiro, manualmente, nas cabines, com o preço atual R$ 10,10. A adesão é voluntária. O Sistema Ponto a Ponto será implantado também, ainda este ano, na região de Jaguariúna e Paulínia.